Edifício desaba em Gramado, Rio Grande do Sul, devido a rachaduras no solo.

PONTO A PONTO – Edifício desaba em Gramado

A cidade de Gramado segue em alerta devido as rachaduras provocadas pelas fortes chuvas que atingem a cidade desde o dia 17 de novembro. Até agora são várias vias interditadas, pessoas desabrigadas e 08 óbitos registrados.

 

 

Um edifício desabou em Gramado, no Rio Grande do Sul, devido a rachaduras no solo, conforme relato do PONTO A PONTO. Localizado no bairro Três Pinheiros, o prédio já havia sido evacuado no domingo anterior ao desastre. Felizmente, a Prefeitura informou que não houve feridos no incidente. A situação na cidade tornou-se crítica devido às intensas chuvas desde o dia 17, resultando em cinco óbitos, vias interditadas e desabrigados.

As rachaduras que levaram ao desabamento foram atribuídas às fortes chuvas, que também causaram a interdição de várias casas e bairros. A cidade de Gramado está em estado de alerta, enquanto a população lida com os impactos das tempestades. Para obter mais informações, a recomendação é permanecer sintonizado na Lig TV digital.

Sete mortes registradas na região sul do Brasil devido a condições climáticas severas.

PONTO A PONTO – Temporais deixam 7 mortos no Sul

Os temporais que atingiram o Rio grande do Sul no final de semana causaram danos e transtornos em 158 cidades, deixando pelo menos 13 mil pessoas desalojadas e 3 mil desabrigadas. O governador decreta estado de emergência.

 

No sul do Brasil, sete mortes foram registradas devido a condições climáticas severas, conforme relatos do governo do Rio Grande do Sul. Uma mulher de 67 anos foi encontrada morta em uma casa alagada em Alvorada do Sul, parte da região metropolitana de Porto Alegre, como resultado das enchentes que assolam o estado desde o último final de semana.

Os temporais intensos que atingiram o Rio Grande do Sul durante o final de semana causaram estragos e transtornos em 158 cidades, deixando 1.264 pessoas desalojadas e 3.737 sem abrigo. Em resposta à extensa devastação, o governador decretou estado de emergência na região.

Para obter mais informações e atualizações sobre a situação, recomenda-se acompanhar a cobertura contínua na Lig TV.