PONTO A PONTO – A igreja evangélica é doente

Caio Fábio critica a igreja evangélica americana, descrevendo-a como doente, fanática e exportadora de seu extremismo para o Brasil.

 

 

Os problemas sociais observados são atribuídos a uma perspectiva estreita sobre a resolução de conflitos dentro da comunidade evangélica. Apesar dos conflitos no Oriente Médio, a maioria das igrejas evangélicas no Brasil apoia Israel inquestionavelmente, influenciadas por figuras como Valnice Milhomens. As origens dessa perspectiva são rastreadas até o movimento evangélico nos Estados Unidos, caracterizado como mentalmente desequilibrado e fanático. Caio Fábio expressa pessimismo sobre a melhoria da situação, afirmando que a religião cristã ocidental carece de esperança para uma mudança positiva e tende a promover ideologias divisivas.

Veja também